Os amplexos dos sem-nexo: um desabafo

Categories: Editorial,Uncategorized

Há pecado até na nossa santidade, há incredulidade na nossa fé; há ódio no nosso próprio amor; há lama de serpente na mais bela flor do nosso jardim.” C.H. Spurgeon

Minha igreja amada. Não tenho o menor prazer de publicar o texto abaixo, mas o faço porque, embora triste, o mesmo é, infelizmente, verdadeiro. Que o Senhor nos ajude a abrir os olhos do nosso entendimento.

A bandidagem também se cinge de estola.
A máfia também constrói torres e põe nelas cruzes e sinos.
A pedofilia também veste camisa clerical.
A dissimulação também usa a Bíblia.
A malandragem também faz apologia da Cruz.
A hipocrisia também vai orar.
O sofisma também prega.
A sem-vergonhice também faz exegese bíblica.
A mentira também profetiza.
A tolice também discursa o Reino de Deus.
O legalismo também fala sobre Graça.
A tortuosidade também busca inspirar integridade cristã.
A dureza de coração também participa da Santa Ceia.
A insensibilidade também distribui o pão e o vinho.
O orgulho também promove Lava-Pés.
O cinismo também lidera igreja.
O autoritarismo também usa o nome santo de Deus.
O sectarismo também discursa que somos um em Cristo.
O racismo também afirma haver um só Criador.
O preconceito também celebra a Páscoa.
A falsidade também anuncia a Verdade Eterna.
A sacanagem também faz uso de púlpitos.
A indiferença também canta e dança de olhos fechados.
A canalhice também é capaz de se ajoelhar.
A cretinice também dá as mãos ao irmão ao lado.
A esperteza também ora nos montes.
A prepotência também se prostra.
A inimizade também freqüenta altares.
A truculência também impetra a bênção apostólica.
A obscuridade também vem falando de transparência.
A embromação também faz milagres.
O abuso também abraça e afaga em nome de Jesus.
A politicagem também clama e apregoa a presença do Espírito.
A raiva também diz que perdoa.
A libertinagem também fala de santificação.
A hostilidade também promove a “Festa do Amor”.
A omissão também diz entender de missão.
A injustiça também teologiza libertação.
A traição também lança mão de ósculo santo.
A ruindade também diz “Deus te abençoe”.
O assédio moral também convida para um “Pai Nosso”.
A falta de ética também cumprimenta nas portas de templos.
O maniqueísmo também diz que é ecumênico.
A intolerância também memoriza versículos.
A tortura também faz aconselhamento.
A violência doméstica também celebra casamentos.
A insensatez também ministra o batismo.
A falta de sabedoria também elabora estudos bíblicos.
A tirania também costuma desejar “A paz do Senhor!”
A imoralidade também diz “Aleluia!”
A desconfiança também levanta braços aos céus.
O ciúme também canta hinos.
A competição também entoa cânticos.
A avareza também dá ofertas.
O adultério também fala línguas estranhas.
A burrice também lê Provérbios.
A infidelidade também recita Cantares.

Enfim… a alcatéia também se faz presente no aprisco,
E o joio – ah, o joio! -, esse também tem cor e aparência de trigo…
Mas é joio de qualquer jeito!

De: Luís Wesley de Souza

“Até desesperar por já não ter mais nexo…” (VPC*)

Que o Senhor nos guarde.

Pr Neil Barreto

  • Larissa

    Nossa são palavras duras e fortes ,mas muito verdadeiras.

  • Tetelestai

    Gostaria de informações sobre a autoria do texto citado, já que ele se encontra publicado na internet desde Outubro de 2006 com autoria diferente do autor acima.
    Por favor peço esclarecimento.
    Pela Verdade.
    Tetelestai.

    O link:
    http://luiswesley.blogspot.com/2006/10/sem-nexo-mas-flexo.html

  • Luiz Vicente

    caramba! bateu forte! mas, é só assim que alcançaremos o céu

  • Jose Americo Rodrigues

    Deus te abençoe por estas mensagem que todos deveriam ter conhecimento amem?
    Parabens em nome de Jesus

  • http://www.facebook.com/joselia.imperatori Josélia Imperatori

    Muito bom para quem procura ser um cristão qu procura refletir sua conduta e profissão de fé.